SIBSIB

WP_Query Object ( [query_vars] => Array ( [tag] => itau-cultural [error] => [m] => [p] => 0 [post_parent] => [subpost] => [subpost_id] => [attachment] => [attachment_id] => 0 [name] => [pagename] => [page_id] => 0 [second] => [minute] => [hour] => [day] => 0 [monthnum] => 0 [year] => 0 [w] => 0 [category_name] => [cat] => [tag_id] => 599 [author] => [author_name] => [feed] => [tb] => [paged] => 0 [comments_popup] => [meta_key] => [meta_value] => [preview] => [s] => [sentence] => [fields] => [menu_order] => [category__in] => Array ( ) [category__not_in] => Array ( ) [category__and] => Array ( ) [post__in] => Array ( ) [post__not_in] => Array ( ) [tag__in] => Array ( ) [tag__not_in] => Array ( ) [tag__and] => Array ( ) [tag_slug__in] => Array ( [0] => itau-cultural ) [tag_slug__and] => Array ( ) [post_parent__in] => Array ( ) [post_parent__not_in] => Array ( ) [author__in] => Array ( ) [author__not_in] => Array ( ) [ignore_sticky_posts] => [suppress_filters] => [cache_results] => 1 [update_post_term_cache] => 1 [update_post_meta_cache] => 1 [post_type] => [posts_per_page] => 6 [nopaging] => [comments_per_page] => 50 [no_found_rows] => [order] => DESC ) [tax_query] => WP_Tax_Query Object ( [queries] => Array ( [0] => Array ( [taxonomy] => post_tag [terms] => Array ( [0] => itau-cultural ) [include_children] => 1 [field] => slug [operator] => IN ) ) [relation] => AND ) [meta_query] => WP_Meta_Query Object ( [queries] => Array ( ) [relation] => ) [date_query] => [post_count] => 3 [current_post] => -1 [in_the_loop] => [comment_count] => 0 [current_comment] => -1 [found_posts] => 3 [max_num_pages] => 1 [max_num_comment_pages] => 0 [is_single] => [is_preview] => [is_page] => [is_archive] => 1 [is_date] => [is_year] => [is_month] => [is_day] => [is_time] => [is_author] => [is_category] => [is_tag] => 1 [is_tax] => [is_search] => [is_feed] => [is_comment_feed] => [is_trackback] => [is_home] => [is_404] => [is_comments_popup] => [is_paged] => [is_admin] => [is_attachment] => [is_singular] => [is_robots] => [is_posts_page] => [is_post_type_archive] => [query_vars_hash] => eb683cf2e226d087ec1e2f583b5ebdcd [query_vars_changed] => [thumbnails_cached] => [stopwords:private] => [query] => Array ( [tag] => itau-cultural ) [queried_object] => stdClass Object ( [term_id] => 599 [name] => Itaú Cultural [slug] => itau-cultural [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 602 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 3 [filter] => raw ) [queried_object_id] => 599 [request] => SELECT SQL_CALC_FOUND_ROWS sib_posts.ID FROM sib_posts INNER JOIN sib_term_relationships ON (sib_posts.ID = sib_term_relationships.object_id) WHERE 1=1 AND ( sib_term_relationships.term_taxonomy_id IN (602) ) AND sib_posts.post_type = 'post' AND (sib_posts.post_status = 'publish') GROUP BY sib_posts.ID ORDER BY sib_posts.post_date DESC LIMIT 0, 6 [posts] => Array ( [0] => WP_Post Object ( [ID] => 10024 [post_author] => 20 [post_date] => 2016-09-26 03:53:28 [post_date_gmt] => 2016-09-26 06:53:28 [post_content] =>

Começa na próxima quarta-feira, 28/09, às 15h15, o ritual de abertura do evento. Mekukradjá é uma palavra de origem Kaiapó – etnia que ocupa o Mato Grosso e o Pará – e significa “sabedoria”, “transmissão de conhecimentos”. Com esse ideal em perspectiva, de 28 a 30 de setembro ocorre no Itaú Cultural um ciclo de trocas a partir da literatura e do cinema, com debates, filmes, poesia e prosa.

Mekukradjá – Círculo de Saberes de Escritores e Realizadores Indígenas reúne artistas de 11 estados e 11 etnias – permitindo, assim, dialogar com o que alguns chamam de vários Brasis –, além de pesquisadores. As discussões se organizam em cinco círculos, cinco sessões de conversa. A curadoria é de Daniel Munduruku, Cristino Wapichana, Cristina Flória, Junia Torres e Andrea Tonacci, que também compõem as mesas.

Participam os escritores Ailton Krenak, Daniel Munduruku, Kaká Werá, Roni Wasiry Guará, Olívio Jekupé, Márcia Wayna Kambeba, Cristino Wapichana, Tiago Hakiy e Eliane Potiguara; e os realizadores Cristina Flória, Isael e Sueli Maxakali, Alberto Alvares, Divino Tserewahú e Patrícia Ferreira Mbya. Não indígenas também fazem parte das mesas: o escritor e ilustrador Mauricio Negro, o cineasta Andrea Tonacci e a pesquisadora em linguística Maria Silvia Cintra Martins.

Os círculos são abertos por apresentações artísticas e tradicionais e contam com exibições de filmes. Entre eles, ocorre um espaço de convivência com exposição de livros e artesanato indígenas.

Fecha o evento Olhar: um Ato de Resistência, de Andrea Tonacci. A mesa fala da digitalização de gravações feitas por Tonacci entre 1979 e 1980 – uma série de depoimentos de lideranças indígenas do continente americano. Compõem a discussão os pesquisadores Patrícia Mourão, Junia Torres e Massimo Canevacci, assim como Tonacci e Patrícia Ferreira Mbya.

Programação completa aqui!

/CÍRCULO UM - FACES DA ORALIDADE: ESCRITA E IMAGEM

Quarta-Feira - 15:15

Ritual de Abertura com Olívio Jekupé e representante do Itaú Cultural

Mesa de Debate com Daniel MundurukuRoni WasiryAilton KrenakAlberto Álvares e Patricia Ferreira Mbya.

Mediação: Mauricio Negro

Um debate sobre como as culturas indígenas têm acompanhado a globalização por meio da

, e sobre como a cultura oral vem se atualizando a partir do uso desses instrumentos.

exibição do filme Kakxop Pit Hãmkoxuk Xop Te Yumugãhã – Iniciação dos Filhos dos Espíritos da Terra com comentários dos diretores Isael Maxakali e Sueli Maxacali das 17h às 18h

2015, 40’

Os meninos do povo maxacali, povo autodenominado Tikmu'un, se submetem a um ritual de passagem. Iniciados, podem frequentar o kuxex – a casa dos espíritos –, em que moram os yâmiyxop, grupo de espíritos de ancestrais, animais e vegetais.

Entrada Gratuita

Sala Itaú Cultural (piso térreo) 254 lugares [distribuição de ingressos público preferencial: duas horas antes do espetáculo público não preferencial: uma hora antes do espetáculo]

_________________________________________

Informações

Itaú Cultural

    • Endereço
      Avenida Paulista 149 São Paulo SP CEP: 01311 000 [Estação Brigadeiro do metrô]
    • Contatos e Informações Extras fone 11 2168 1777 fax 11 2168 1775
mekukradja_flyer_virtual-final [caption id="attachment_10047" align="aligncenter" width="886"]© Mauricio Negro. Ilustração publicada na Revista Continente. © Mauricio Negro. Ilustração originalmente publicada na Revista Continente #133.[/caption] [post_title] => Mekukradjá_Faces da Oralidade: Escrita e Imagem [post_excerpt] => O associado da SIB Mauricio Negro mediará o debate inaugural sobre literatura e artes imagéticas, globalização e oralidade com Daniel Munduruku, Roni Wasiry, Ailton Krenak, Alberto Álvares e Patricia Ferreira Mbya, no Itaú Cultural, quarta (28/09), às 15h15, em São Paulo. [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => mekukradja-circulo-um_faces-da-oralidade-escrita-e-imagem [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2016-09-26 13:57:37 [post_modified_gmt] => 2016-09-26 16:57:37 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://sib.org.br/?p=10024 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) [1] => WP_Post Object ( [ID] => 8495 [post_author] => 20 [post_date] => 2015-07-13 21:42:38 [post_date_gmt] => 2015-07-14 00:42:38 [post_content] =>

Itaú Cultural

convida

OCUPAÇÃO Vilanova Artigas

Dia 22 de julho, quarta-feira, às 20h00, o quadrinista Luiz Gê, estará presente no Itaú Cultural para conversar com o público sobre Arquitetura e Quadrinhos e debater a obra de João Batista Vilanova Artigas (1915-1985), um dos mais importantes arquitetos e urbanistas do Brasil.

O debate faz parte das atividades paralelas à mostra OCUPAÇÃO Vilanova Artigas, em cartaz no Itaú Cultural, até 09 de agosto.

Luiz Gê é formado em arquitetura e urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP). Foi um dos fundadores da revista Balão, que revelou o talento de quadrinistas como Laerte, Angeli e os irmãos Paulo e Chico Caruso. Também foi um dos fundadores da Circo Editorial, responsável pela publicação das revistas Chiclete com Banana, Circo e Geraldão.

Saiba mais sobre a Ocupação Vilanova Artigas aqui! 

ONDE: Itaú Cultural – Av. Paulista, 149 [metrô brigadeiro].

Não há necessidade de inscrição antecipada [242 lugares].

Entrada franca

Veja abaixo a data e o nome do convidado do próximo debate e como participar das visitas externas monitoradas das obras de Vilanova Artigas, espalhadas pela cidade.

ATIVIDADES PARALELAS

DEBATES Dia 29/07, quarta-feira, às 20h00 – debate com Jorge Mautner, poeta, escritor, compositor e cantor

VISITAÇÃO EXTERNA – PRÓXIMA PARADA: VILANOVA ARTIGAS (única atividade que requer inscrição) Acompanhados pelo arquiteto Marco Artigas, neto de Vilanova Artigas, o público é convidado a visitar algumas obras do arquiteto homenageado, como o Edifício Louveira, Conjunto Habitacional CECAP e Casa do Arquiteto.

Público alvo da atividade: estudantes, professores, pesquisadores e interessados em arquitetura, a partir de 16 anos de idade.

Como participar: Nessa atividade é necessário inscrição antecipada. Ligue para o telefone nº 2168-1876, de terça a sexta-feira, das 9h00 às 20h00. Vagas limitadas!

Datas e roteiros: 18/07 – Guarulhos 40 vagas – inscrições a partir do dia 14/07

25/07 – Zona Sul 20 vagas – inscrições a partir do dia 21/07

08/08 – Prédio da FAU/USP 40 vagas – inscrições a partir do dia 04/08

Local de saída dos grupos: Itaú Cultural – Av. Paulista, 149, sempre aos sábados, às 10h.

Duração do passeio: 180 minutos (aproximados)

[caption id="attachment_8500" align="aligncenter" width="341"]Artigas_231-341x244 Um dos desenhos do período de formação de Artigas.[/caption]   [post_title] => OCUPAÇÃO Vilanova Artigas [post_excerpt] => O quadrinista Luiz Gê conversa com o público sobre Arquitetura e Quadrinhos e debate a obra de Vilanova Artigas, um dos mais importantes arquitetos e urbanistas do Brasil. No Itaú Cultural, em Sampa, na quarta-feira (22/07), às 20h00. [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => ocupacao-vilanova-artigas [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2015-07-13 21:53:02 [post_modified_gmt] => 2015-07-14 00:53:02 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://sib.org.br/?p=8495 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) [2] => WP_Post Object ( [ID] => 5434 [post_author] => 20 [post_date] => 2014-09-22 23:17:07 [post_date_gmt] => 2014-09-23 02:17:07 [post_content] =>   [caption id="attachment_5435" align="aligncenter" width="366"] Foto: André Seiti[/caption]

De 20 de setembro a 2 de novembro, no Itaú Cultural, em São Paulo, acontece a Ocupação Laerte, uma retrospectiva com cerca de 2 mil trabalhos de um dos mais importantes nomes dos quadrinhos brasileiros. Com curadoria do filho e também quadrinista Rafael Coutinho e cenografia de Fred Teixeira, a mostra aborda os percursos afetivo, político e criativo de Laerte. 

A figura do Minotauro – o monstro da mitologia grega que guarda um labirinto inescapável – é recorrente na produção da homenageada e inspira a cenografia. O visitante percorre um espaço onde vários momentos da carreira se interligam: sua participação no movimento sindical e na luta pelas Diretas e pela anistia; a publicação de décadas nos maiores jornais do país; a parceria com Angeli, Glauco e Toninho Mendes na Circo Editorial, fundamental na história da HQ brasileira; a mudança de estilo a partir de 2004 e o ativismo nas questões de gênero.

“Hoje, o Laerte é o maior cartunista brasileiro”, reconheceu, “com raiva!”, Angeli, em entrevista ao site da Ocupação. Para André Dahmer, autor dos Malvados, “Laerte é tão importante quanto Robert Crumb e Millôr Fernandes”.

O QUE: Ocupação Laerte QUANDO: sábado 20 de setembro a domingo 2 de novembro                       terça a sexta 9h00 às 20h00 [permanência até as 20h30]
                      sábado, domingo e feriado 11h às 20h
ONDE: piso térreo  INSTITUTO ITAÚ CULTURAL
AVENIDA PAULISTA 149 BELA VISTA, SÃO PAULO, SP 01311-000 11 2168.1777 ITAUCULTURAL.ORG.BR  
[post_title] => Ocupação Laerte [post_excerpt] => De 20/09 a 02/10, no Itaú Cultural, SP: retrospectiva de um dos mais importantes nomes dos quadrinhos brasileiros. Curadoria de Rafael Coutinho. [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => ocupacao-laerte [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2014-09-22 23:24:32 [post_modified_gmt] => 2014-09-23 02:24:32 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://sib.org.br/?p=5434 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) ) [post] => WP_Post Object ( [ID] => 10024 [post_author] => 20 [post_date] => 2016-09-26 03:53:28 [post_date_gmt] => 2016-09-26 06:53:28 [post_content] =>

Começa na próxima quarta-feira, 28/09, às 15h15, o ritual de abertura do evento. Mekukradjá é uma palavra de origem Kaiapó – etnia que ocupa o Mato Grosso e o Pará – e significa “sabedoria”, “transmissão de conhecimentos”. Com esse ideal em perspectiva, de 28 a 30 de setembro ocorre no Itaú Cultural um ciclo de trocas a partir da literatura e do cinema, com debates, filmes, poesia e prosa.

Mekukradjá – Círculo de Saberes de Escritores e Realizadores Indígenas reúne artistas de 11 estados e 11 etnias – permitindo, assim, dialogar com o que alguns chamam de vários Brasis –, além de pesquisadores. As discussões se organizam em cinco círculos, cinco sessões de conversa. A curadoria é de Daniel Munduruku, Cristino Wapichana, Cristina Flória, Junia Torres e Andrea Tonacci, que também compõem as mesas.

Participam os escritores Ailton Krenak, Daniel Munduruku, Kaká Werá, Roni Wasiry Guará, Olívio Jekupé, Márcia Wayna Kambeba, Cristino Wapichana, Tiago Hakiy e Eliane Potiguara; e os realizadores Cristina Flória, Isael e Sueli Maxakali, Alberto Alvares, Divino Tserewahú e Patrícia Ferreira Mbya. Não indígenas também fazem parte das mesas: o escritor e ilustrador Mauricio Negro, o cineasta Andrea Tonacci e a pesquisadora em linguística Maria Silvia Cintra Martins.

Os círculos são abertos por apresentações artísticas e tradicionais e contam com exibições de filmes. Entre eles, ocorre um espaço de convivência com exposição de livros e artesanato indígenas.

Fecha o evento Olhar: um Ato de Resistência, de Andrea Tonacci. A mesa fala da digitalização de gravações feitas por Tonacci entre 1979 e 1980 – uma série de depoimentos de lideranças indígenas do continente americano. Compõem a discussão os pesquisadores Patrícia Mourão, Junia Torres e Massimo Canevacci, assim como Tonacci e Patrícia Ferreira Mbya.

Programação completa aqui!

/CÍRCULO UM - FACES DA ORALIDADE: ESCRITA E IMAGEM

Quarta-Feira - 15:15

Ritual de Abertura com Olívio Jekupé e representante do Itaú Cultural

Mesa de Debate com Daniel MundurukuRoni WasiryAilton KrenakAlberto Álvares e Patricia Ferreira Mbya.

Mediação: Mauricio Negro

Um debate sobre como as culturas indígenas têm acompanhado a globalização por meio da

, e sobre como a cultura oral vem se atualizando a partir do uso desses instrumentos.

exibição do filme Kakxop Pit Hãmkoxuk Xop Te Yumugãhã – Iniciação dos Filhos dos Espíritos da Terra com comentários dos diretores Isael Maxakali e Sueli Maxacali das 17h às 18h

2015, 40’

Os meninos do povo maxacali, povo autodenominado Tikmu'un, se submetem a um ritual de passagem. Iniciados, podem frequentar o kuxex – a casa dos espíritos –, em que moram os yâmiyxop, grupo de espíritos de ancestrais, animais e vegetais.

Entrada Gratuita

Sala Itaú Cultural (piso térreo) 254 lugares [distribuição de ingressos público preferencial: duas horas antes do espetáculo público não preferencial: uma hora antes do espetáculo]

_________________________________________

Informações

Itaú Cultural

    • Endereço
      Avenida Paulista 149 São Paulo SP CEP: 01311 000 [Estação Brigadeiro do metrô]
    • Contatos e Informações Extras fone 11 2168 1777 fax 11 2168 1775
mekukradja_flyer_virtual-final [caption id="attachment_10047" align="aligncenter" width="886"]© Mauricio Negro. Ilustração publicada na Revista Continente. © Mauricio Negro. Ilustração originalmente publicada na Revista Continente #133.[/caption] [post_title] => Mekukradjá_Faces da Oralidade: Escrita e Imagem [post_excerpt] => O associado da SIB Mauricio Negro mediará o debate inaugural sobre literatura e artes imagéticas, globalização e oralidade com Daniel Munduruku, Roni Wasiry, Ailton Krenak, Alberto Álvares e Patricia Ferreira Mbya, no Itaú Cultural, quarta (28/09), às 15h15, em São Paulo. [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => open [post_password] => [post_name] => mekukradja-circulo-um_faces-da-oralidade-escrita-e-imagem [to_ping] => [pinged] => [post_modified] => 2016-09-26 13:57:37 [post_modified_gmt] => 2016-09-26 16:57:37 [post_content_filtered] => [post_parent] => 0 [guid] => http://sib.org.br/?p=10024 [menu_order] => 0 [post_type] => post [post_mime_type] => [comment_count] => 0 [filter] => raw ) )

Mekukradjá_Faces da Oralidade: Escrita e Imagem

O associado da SIB Mauricio Negro mediará o debate inaugural sobre literatura e artes imagéticas, globalização e oralidade com Daniel Munduruku, Roni Wasiry, Ailton Krenak, Alberto Álvares e Patricia Ferreira Mbya, no Itaú Cultural, quarta (28/09), às 15h15, em São Paulo.

OCUPAÇÃO Vilanova Artigas

O quadrinista Luiz Gê conversa com o público sobre Arquitetura e Quadrinhos e debate a obra de Vilanova Artigas, um dos mais importantes arquitetos e urbanistas do Brasil. No Itaú Cultural, em Sampa, na quarta-feira (22/07), às 20h00.

Ocupação Laerte

De 20/09 a 02/10, no Itaú Cultural, SP: retrospectiva de um dos mais importantes nomes dos quadrinhos brasileiros. Curadoria de Rafael Coutinho.

SIB NEWS

O autor-ilustrador Orlando Pedroso lança o livro GORDINHAS, com prefácio da cartunista e chargista Laerte. Dia 28/11, às 19h30 no Bar Genial, na Vila Madalena, na capital paulista. Convite feito!


O ilustrador, infografista e designer gráfico Caco Bressane atesta o quanto é enriquecedor colaborar com projetos profissionais que envolvem um time de colaboradores. Algumas dessas demandas podem fortalecer os…


Alexandre Rampazzo e Mauricio Negro convidam para o bate-papo e autógrafos dos respectivos lançamentos no sábado, 18/11, às 17h00, na 5º edição da Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra, na Faculdade Zumbi dos Palmares, na capital paulista. Às 14h00 Negro também participa da mesa “Depois que o Samba é Samba” com Paulo Lins, Martinho da Vila, João Batista de Medeiros Vargens e Duca Rachid, com mediação de Chiquinho de Assis. Compareça!


Exposição de artes gráficas na programação oficial do CEDHU Piracicaba. Artistas brasileiras e estrangeiras mostram suas produções no âmbito das comemorações e reflexões do Dia Internacional da Mulher. Inscrições abertas!


Que tal desenhar, escrever e um pouco mais enquanto se encanta pela paisagem da Chapada Diamantina? Confira aqui e veja como participar dessa rara experiência!


ver todos